Presidente da CAASC participa de evento sobre violência contra a mulher em Criciúma

Ela foi uma das palestrantes da primeira Jornada de Enfrentamento da Violência Contra a Mulher

04/10/2019

O auditório Jayme Zanatta, na Associação Empresarial de Criciúma (Acic), recebeu dezenas de pessoas nesta quinta (3), para falar sobre violência contra a Mulher.

Somente nos últimos cinco meses, Santa Catarina registrou 10.263 ameaças a mulheres, além de 5,4 mil lesões corporais dolosas e 10 estupros por dia. Para chamar atenção para números tão assustadores é que foi realizada a primeira Jornada de Enfrentamento da Violência Contra a Mulher.  

O evento foi organizado pela Comissão da Mulher Advogada da OAB Criciúma em parceria com a CAASC.  

A presidente da Caixa de Assistência, Cláudia Prudêncio, foi uma das palestrantes da noite de abertura. “Estamos aqui para discutir este tema que é, infelizmente, tão atual e presente no nosso dia a dia. O Brasil é o quinto país do mundo no ranking da violência contra a mulher, sendo que Santa Catarina ocupa o terceiro lugar no ranking nacional. São dados vergonhosos para o nosso estado. E não estamos falando apenas da violência física, mas também da psicológica. De quando a mulher é assediada moralmente, veladamente, seja no âmbito familiar, no ambiente de trabalho ou andando na rua. Temos que discutir e pôr fim a estas práticas absurdas e tão presentes na nossa realidade”, ponderou a presidente.

 “Infelizmente, nós ainda temos que falar muito sobre esse assunto. O nosso país é o quinto no mundo em violência contra a mulher, então, essa é uma briga na qual nós temos sim que meter a colher”, disse Luciane Mortari Zechini, secretária geral-adjunta da OAB Santa Catarina.

Assessoria de Imprensa da CAASC